Ficha de Autorização de Crédito

Prezados parceiros e amigos,
Estamos verificando um grande número de processos que estão sendo estornados os valores das indenizações. Para solicitar uma reprogramação de pagamento, é necessário a apresentação de uma nova Ficha de Autorização de Crédito, informando os dados bancários atualizados. Assim, trazendo transtornos para a vítima, e/ou beneficiário, pela demora do pagamento de sua indenização.
Na na maioria das vezes, o motivo dos estornos, são os informados abaixo.

Para evitar reprogramação de um pagamento, lembre-se que os documentos abaixo relacionados não devem, de forma alguma, ser apresentados:
• Conta salário e/ou benefício – nos documentos aparecerem termos tais como: INSS ou PREVIDÊNCIA SOCIAL ou Salário ou Funcional. • Conta Empresarial – nos documentos aparecem termos tais como: CNPJ ou ME, ME (micro empresa) ou LTDA.
• Conta conjunta quando o bene ciário/vítima não for titular;
• Conta tipo FÁCIL, atenção para o limite de movimentação nanceira mensal;
• Conta tipo FÁCIL operação 023 da CEF (Caixa Econômica Federal);
• Conta POUPANÇA operação 013 da CEF aberta em Unidade Lotéticas com limite de movimentação nanceira mensal de até R$ 2.000,00; • Conta bloqueada, inativa ou em proposta (neste momento revoga-se a aceitação de proposta de abertura de conta como documento
comprobatório dos dados bancários);
• CPF do bene ário/vítima inválido ou pendente de regularização ou cancelado (recomendamos a consulta ao site da RECEITA FEDERAL
www.receita.fazenda.gov.br), bem como o CPF cadastrado no SISDPVAT Sinistros que não é o mesmo da conta informada para depósito; • Contas não pertencentes à vítima/bene cários.